Fazenda Mundo Novo, um paraíso encravado no sertão de SE

Set 04

Fazenda Mundo Novo, um paraíso encravado no sertão de SE


Entre cactos, mandacarus, caatinga preservada, pinturas rupestres e uma visão belíssima do Cânion do Xingó

Que o sertão nordestino tem uma beleza peculiar e característica, todo mundo sabe. Que Sergipe possui um dos mais belos cartões postais de caatinga do Nordeste, com paisagens belíssimas do Cânion do São Francisco, isso também todo mundo sabe. Mas a grande novidade dos roteiros turísticos do estado sergipano é a Fazenda Mundo Novo, um paraíso encravado no município de Canindé de São Francisco (230 km) cujo nome faz jus para as descobertas que o visitante irá encontrar.

Além da enorme reserva de caatinga nativa e suas plantas medicinais distribuídas em 2.700 tarefas, a fazenda guarda relíquias de milhares de anos, um pouco da história do cangaço e uma das mais belas paisagens do sertão sergipano, sendo ótima para o lazer e turismo de aventura. Localizada a 32 km de Canindé, a Fazenda Mundo Novo é repleta de trilhas que deixam os visitantes maravilhados com a área de preservação ambiental no meio do sertão de Sergipe. "Fiquei encantado quando visualizei pela primeira vez esta propriedade. A beleza da mata nativa e os seus paredões milenares. Para mim foi um novo mundo que tinha acabado de descobrir, por conta disso que coloquei este nome quando a comprei em 1978", conta o proprietário da fazenda, o médico veterinário aposentado, José Augusto Lima, que faz um trabalho abnegado de preservação da história.

É neste recanto que existe uma das maiores e variadas opções para o turismo ecológico e de aventura no município de Canindé de São Francisco. A Fazenda Mundo Novo possui um dos mais bonitos parques temáticos da caatinga que está sendo totalmente infraestruturado para se tornar uma das maiores atrações turística ecologicamente correta do estado. Em visita ao lugar, o turista percorre trilhas de sete quilômetros de extensão, passando por quatro sítios arqueológicos, já registrados por pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), com pinturas rupestres datadas de nove mil anos, as trilha dos Veados e do Céu, onde o visitante tem uma vista privilegiada do rio São Francisco e da caatinga, além de conseguir enxergar as divisas entre os estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Bahia.

São nessas trilhas que o visitante conhece um pouco da história do cangaço por um caminho repleto de rochas, num percurso de 1 hora, entre arbustos e imensas pedras. Neste lugar é onde fica guardado um pedaço da história de Virgulino Ferreira, o Lampião. Lá ficava localizado o esconderijo onde o cangaceiro e seu bando. O visitante também tem a oportunidade de conhecer peculiaridades da vida do cangaço, como a banheira de Maria Bonita e a Pedra do Dominó, um local que servia de ‘salão de jogos' dos cangaceiros e a Pedra do Abraço, o cantinho onde Lampião dormia com a sua Maria Bonita.

Neste paraíso onde o angico reina existe um mandacaru centenário e o mais impressionante conjunto de rochas que surge ao longo dos muitos caminhos que passam pela Fazenda Mundo Novo. Moldadas pelo tempo, algumas rochas lembram figuras conhecidas e por isso ganharam apelidos como a Pedra da Galinha e Rocha da Tartaruga. Mas a Fazenda Mundo Novo ainda guarda outra riqueza para o final desta visita ao passado. O visitante pode contemplar um cenário de rara beleza com a formação do Lago Xingó, onde as águas do Rio São Francisco se transformam no quinto maior cânion navegável do mundo. E é nesse cenário que o Cânion do São Francisco surge imponente no meio do sertão de caatinga e trilhas, onde seus paredões rochosos com mais de 60 metros de altura guardam a história da vida e a luta pela sobrevivência do sertanejo nordestino.

Comentários

Quer conhecer a região de Xingó e se hospedar no melhor hotel?