Rota de turismo rural Aracaju-Xingó no sertão sergipano

Dez 28

Rota de turismo rural Aracaju-Xingó no sertão sergipano


Conhecer a vida do sertanejo e seu meio é a motivação do turismo rural da Rota Aracaju-Xingó, no sertão sergipano.

Conhecer a vida do sertanejo e seu meio é a motivação do turismo rural da Rota Aracaju-Xingó, no sertão sergipano. Atrativos naturais também são destaques como o exuberante Cânion de Xingó ou o extenso Lago de Xingó (65 km de extensão), formado pela barragem da usina hidrelétrica de mesmo nome, em cujas águas calmas há passeios de catamarã, lancha ou escuna.

Canindé do São Francisco, a 213 km da capital; Monte Alegre de Sergipe, 165 km; e Poço Redondo, 192 km, fazem parte do roteiro Caminhos do Cangaço. Em meio à caatinga, pode-se conhecer locais que Lampião fez esconderijo, incluindo o lugar no qual foi assassinado.

Há venda de produtos apícolas, inclusive o mel de sabor nativo da caatinga. A culinária é à base de produtos de caprinos (pele, leite, carne, queijo) e peixes do Rio São Francisco, com destaque para o surubim e pitu. A galinha de capoeira, de Monte Alegre de Sergipe, é famosa, assim como a cocada de coroa de frade (cacto) e outros doces típicos da caatinga. Outra experiência é conhecer o artesanato em madeira. Véio e Mestre Tonho são grandes santeiros da região; e as mulheres mostram talento nos bordados e renda de bilro. Pinturas rupestres e o Museu Arqueológico de Xingó são visitas obrigatórias. As fazendas são cercadas por caatinga nativa intocada.

Reveillon no Xingó Parque Hotel Com Preços Imperdíveis

Na Fazenda Mundo Novo – rica em pinturas rupestres e formações rochosas exuberantes, boas para a prática de esportes de aventura, há cavalgadas, banho no Lago do Xingó, pesca e o almoço regional. Na Fazenda Xingó, destaque para o curral de pedra, esconderijo de Lampião. A criação de gado possibilita tomar leite ao pé da vaca, passeios a cavalo desvendam o bioma caatinga.

Um Caminhos do Cangaço II é possível ao se incluir as cidades de Laranjeiras, 23 km de Aracaju, e Itabaiana, 53 km. Pequenas propriedades rurais produzem e comercializam mel, queijo coalho, manteiga e doces caseiros a base de leite, goiaba, caju, banana, entre outros. Para hospedagem há opção do Eco Parque Boa Luz, em Laranjeiras, uma fazenda sertaneja com criação de caprinos, suínos, bovinos e eqüinos para adestramento. No Parque dos Falcões, em Itabaiana, há o Centro Conservacionista de Aves Silvestres Nativas, em que se pode conhecer o treinamento de aves de rapina, em visita acompanhada por veterinário local. A região abriga mais de 300 espécies de aves entre falcões, corujas, gaviões, urubus e siriemas.

Fonte: Jornal Entreposto

Comentários

Quer conhecer a região de Xingó e se hospedar no melhor hotel?