Catamarã Menestrel das Alagoas nas águas do cânion do São Francisco

Nov 23

Catamarã Menestrel das Alagoas nas águas do cânion do São Francisco


A empresa Cânion do São Francisco está divulgando um novo passeio pelo cânion deste rio, com saída de Olho D`Água do Casado

O passeio permite, além da bela visão do cânion do talhado, outras paisagens, inclusive as serras conhecidas como "Peitos da Cabocla".
No local do Restaurante Ecológico Castanho, o proprietário fala da existência de duas boas trilhas, como opção complementar do passeio e do projeto de construção de um Museu da Caatinga, onde pretende expor para os visitantes um grande acervo que já possui de utensílios indígenas, armas e peças diversas, antigas "que contam a história milenar dessa região".

Na área do restaurante, na beira do rio, locais para banho, redes para descanso e leitura, tudo na medida para quem quer fugir do estresse durante algumas horas.
Para conhecer o novo passeio, o catamarã, as instalações do Restaurante Ecológico Castanho e os projetos previstos pelo proprietário do empreendimento, a Cânion do São Francisco, em parceria com a empresa Pioneiro Turismo, de Delmiro Gouveia, convidou agentes de viagem, guias de turismo e imprensa de Paulo Afonso.
Percorremos os 61 quilômetros de Paulo Afonso/BA a Olho D`Água do Casado na Van da
Pioneiro Turismo. Entramos em Olha D`Água do Casado e, depois de vencer os cinco quilômetros de estrada de chão bem conservada, chegamos ao local de embarque do catamarã "Menestrel das Alagoas" que, segundo seu proprietário, Eliseu, é uma homenagem ao ex-senador Teotônio Vilela.

O guia Henrique Dantas, da empresa Cânion do São Francisco, que coordena esse projeto, fala desta nova iniciativa:
"A empresa Cânion do São Francisco surge com perspectiva de inovar e valorizar todos os aspectos existentes na região do sertão alagoano, visando contemplar o que já existe e transformar as possíveis potencialidades em realidade, ofertando serviços e produtos com características peculiares de todos os atrativos da região, sejam: naturais, culturais e históricos.
A proposta inicial é de recepcionar pessoas e grupos no restaurante Ecológico Castanho, local onde foi construída uma infraestrutura capaz de receber cerca de 100 pessoas por dia, que irão usufruir de restaurante e petiscaria - preparados para servir a culinária local -, banheiros privativos, som ambiente, orla fluvial própria, pier, passeios náuticos e trilhas pela região".
Henrique diz ainda que "o restaurante Ecológico Castanho possui captação própria de energia através de painéis solares e estrutura sanitária com processo biodigestor, instalados no local. Todo esse cuidado para não gerar impacto ambiental"

Como chegar -
- os grupos serão recepcionados na cidade de Olho D'Água do Casado, onde acontecerão os embarques em catamarãs e lanchas para navegarem pelos Cânions do Rio São Francisco até chegarem ao Castanho em Delmiro Gouveia.
A navegação no cânion do rio São Francisco será em um catamarã com capacidade para oitenta pessoas, com sonorização, banheiros, bar, coletes e documentação específica da Capitania dos Portos. A embarcação foi batizada com o nome de Menestrel das Alagoas, homenagem ao Senador Teotônio Vilela.
No futuro próximo temos a intenção de transformar a Fazenda Ecológica Castanho num verdadeiro pólo/referência para o turismo de aventura e ecológico. Criar apresentações cênicas para resgatar a história do homem sertanejo durante os tempos até hoje, como também preparar na fazenda um espaço que demonstrará numa ordem cronológica a Evolução Tecnológica da Humanidade, desde o pilão de pedra até a energia solar.
Para navegar pelo Rio São Francisco e desfrutar da estrutura do Restaurante Ecológico Castanho, o visitante pagará o valor de R$ 80,00 por pessoa. (navegação e almoço incluídos)."

Fonte: Rota do Sertão

Comentários

Quer conhecer a região de Xingó e se hospedar no melhor hotel?