Lago de Xingó proporciona belos passeios no Sergipe

Abr 09

Lago de Xingó proporciona belos passeios no Sergipe


A 212 quilômetros de Aracaju, Canindé de São Francisco reserva, no Lago de Xingó, um dos mais belos passeios de Sergipe, pelo quinto maior canyon navegável do mundo.

A 212 quilômetros de Aracaju, Canindé de São Francisco reserva, no Lago de Xingó, um dos mais belos passeios de Sergipe, pelo quinto maior canyon navegável do mundo. Com apenas dez anos, o lago é conseqüência da construção da Usina Hidrelétrica Xingó, que, para funcionar, inundou uma área de 60 quilômetros com as águas do Rio São Francisco e hoje abastece Sergipe, Alagoas e parte da Bahia. Corredeiras antes inacessíveis agora possibilitam incríveis passeios num labirinto de formações rochosas de 60 milhões de anos. O ponto de partida das embarcações é no restaurante flutuante Karranca´s, em Canindé. Num dos percursos, navega-se pelo reservatório da usina, sentido norte, por volta de 18 quilômetros, passando por Pedra do Gavião, Morro dos Macacos, Pedra do Japonês e pela fazenda São José. Após 40 minutos singrando o leito do Velho Chico, a escuna segue pelo afluente Riacho do Talhado até atracar na gruta homônima, um dos trechos mais belos do roteiro. Ali, todos ficam livres para mergulhar ou ver de perto a fenda do canyon nos barcos à disposição, por R$ 2,00. Elaborado pelo Sebrae e identificado pelo Ministério do Turismo como um dos três roteiros de Sergipe, ao lado das praias e cidades histórias, o complexo turístico Xingó dispõe de outras riquezas além do canyon: o Museu Arqueológico de Xingó (MAX); o Parque Temático da Caatinga, na Fazenda Mundo Novo; a própria usina e a Trilha de Angicos, coordenada por Vera Ferreira, neta de Lampião e Maria Bonita. O ideal é dedicar três dias para conhecer o roteiro completo. Por apenas R$ 1,00 o visitante pode conferir no MAX um acervo arqueológico com 55 mil peças sobre a ocupação humana na região, que data de 9 mil anos. Mantido pela Universidade Federal de Sergipe, o museu também abriga 70 sítios arqueológicos, 50 céu aberto e 14 com registros gráficos, pinturas e gravuras rupestres. No Parque Temático da Caatinga, na Fazenda Mundo Novo, a 30 quilômetros de Canindé, o turista entra em contato com a riqueza da flora e da fauna ao visitar seis sítios arqueológicos ou fazer uma das trilhas ecológicas. Uma delas leva ao refúgio dos cangaceiros e outra termina com banho no Lago do Xingó. Na divisa de Canindé com Poço Redondo fica a Trilha de Angicos, percurso com cerca de 40 minutos até a gruta onde o bando de Lampião foi assassinado. Em breve, Canindé pode ganhar também o Memorial do Cangaço, idealizado por Vera para ser construído à beira do Velho Chico.

Fonte: Viagem Estadão

Comentários

Quer conhecer a região de Xingó e se hospedar no melhor resort?