Sertão de Sergipe abriga um dos maiores cânions navegáveis do mundo

Jul 21

Sertão de Sergipe abriga um dos maiores cânions navegáveis do mundo


Se nas margens do São Francisco nasceu a beleza, ela com certeza se espalhou por todo seu percurso

Se nas margens do São Francisco nasceu a beleza, ela com certeza se espalhou por todo seu percurso e escondeu em meio às suas águas uma das maiores maravilhas naturais do nordeste.

Quem visita Sergipe tem muitas opções de passeios próximos à capital, Aracaju. Um dos mais indicados pelos moradores locais e guias turísticos da região é o Cânion do Xingó, localizado no sertão do Estado, a 213 km da capital. Além de ser o quinto maior do mundo, é o maior navegável, formado por belas rochas areníticas que parecem ter sido talhadas à mão.

Para visitar o cânion é preciso navegar 17 km pelo Rio São Francisco a partir da cidade de Canindé de São Francisco. De um lado está Sergipe e do outro, Alagoas. Diversas belezas naturais são vistas por quem viaja nas águas do Velho Chico entre esses dois estados.

O passeio pode ser feito de lancha, por duas horas, ou de catamarã. Ambos saem do dique 2 do lago de Xingó, em um restaurante que serve deliciosas porções e pratos com preço médio de R$ 30.

Se optar em ir de catamarã até o cânion, o passeio dura cerca de três horas. No percurso, os turistas ouvem músicas típicas nordestinas, como o forró, e são guiados pela tripulação para ver alguns locais importantes durante o trajeto. O catamarã vende bebidas e porções.

No meio do caminho, os turistas podem observar uma demonstração da fé dos moradores do nordeste: uma imagem de São Francisco colocada em meio às rochas, em 1996. Ao longo do trajeto também há diversas amostras do que se verá no cânion: belíssimos paredões rochosos esculpidos pelo tempo e pelo clima que, por diversas vezes, parecem ter formas perfeitas, como de alguns animais, a exemplo do Morro dos Macacos.

O cânion fica ao redor do Lago Justino, formado pelas águas verdes do rio, que em alguns trechos atinge 190 m de profundidade. As rochas de 50 m de altura, que possuem cerca de 60 mil anos, ainda guardam vestígios dos primeiros habitantes da região, que viveram por lá há mais de oito mil anos.

O lugar mais bonito do passeio é a Gruta do Talhado, onde é possível fazer uma parada de uma hora (para quem vai de catamarã) para mergulho numa área com profundidade de 15 metros.  Se você não sabe nadar, não tem problema: há uma área reservada, protegida por redes, também recomendada para as crianças. Para chegar ao final da gruta é necessário fazer a navegação em canoas (paga-se uma taxa extra).

Para quem sai de Aracaju, a viagem até o local demora cerca de três horas. O percurso inclui a passagem por diversas cidades do interior do estado, como Poço Redondo, região próxima de onde morreu Lampião, em 1938. 

Quem está em Alagoas também pode visitar o Cânion do Xingó. São 290 km da capital, Maceió, até a cidade alagoana mais próxima, Piranhas.

O velho Chico

O Rio São Francisco, um dos mais importantes do país, tem 2800 km de extensão que vai de Minas Gerais até o estado de Alagoas. No total são 510 municípios banhados pelo Velho Chico, sendo 13 em Sergipe e 11 em Alagoas. Seu tamanho fez com que ficasse conhecido pelos índios tupi-guaranis, que antigamente habitavam a região do Xingó, como "rio tão grande como o mar".

A região do cânion do Xingó não era navegável até a construção da Usina Hidroelétrica do Xingó, a mais moderna do país, que deu origem ao reservatório de 65km de extensão. É a terceira maior genuinamente brasileira, que produz 500 mw de energia por segundo e é responsável por atender 25% da região do nordeste. Ela começou a ser construída em 1986 e entrou em operação por partes, a partir de 1994. 

Com a construção da usina, foram encontradas por arqueólogos diversas peças fundamentais do passado da região, algumas com aproximadamente oito mil anos. Elas podem ser visitadas no Museu de Arqueologia de Xingó (MAX). Mais informações no site do museu: http://max.org.br/

Como chegar

Para quem sai de Aracaju, pode pegar a BR-101, no sentido Aracaju-Maceió, depois seguir pela rodovia SE-206, passando pelo município de Poço Redondo. Também é possível pegar a BR-235, para Itabaiana, seguindo pelas rodovias SE-106 até Nossa Senhora da Glória e depois SE-206.

Onde ficar

Xingó

Xingó Parque Hotel
Rod. SE 206 – Serra do Chapéu de Couro, s/n, Canindé de São Francisco
Tel: (79) 3346-1245
www.xingoparquehotel.com.br

Comentários

Quer conhecer a região de Xingó e se hospedar no melhor hotel?