A chama olímpica abençoada pelo Velho Chico

Mar 29

A chama olímpica abençoada pelo Velho Chico


No dia 28 de maio a tocha olímpica pernoita em Aracaju

A onipresença do Rio São Francisco, com seus cânions que margeiam águas verdes e profundas, compõe parte do cenário que receberá a tocha olímpica em Sergipe. Nos dias 28 e 29 de maio, seis municípios sergipanos celebram a passagem do símbolo dos Jogos Olímpicos 2016, em um roteiro pela Caatinga e pela Rota do Cangaço, personificado nas figuras de Lampião e Maria Bonita.

O ponto de partida é Canindé do São Francisco que tem entre seus principais atrativos os passeios de barco pelo cânion do Xingó. Outra atração é o Museu de Arqueologia do Xingó, que conta a história da região por meio de cerâmicas e outras peças, como esqueletos intactos com mais de nove mil anos.

Em sua viagem sergipana, a tocha visita também Poço Redondo, onde foram mortos Lampião e Maria Bonita, e Nossa Senhora da Glória, a “capital do Sertão” com seu museu a céu aberto que retrata a vida do sertanejo. No caminho tem também Nossa Senhora das Dores, numa faixa de transição entre o litoral e o sertão e a procissão dos Penitentes; e Propriá, às margens do Rio São Francisco e reconhecida pela produção de doces típicos.

No dia 28 de maio a tocha olímpica pernoita em Aracaju, depois de percorrer os principais pontos turísticos da capital, uma das cidades beneficiadas com investimentos do Ministério do Turismo. No Estado de Sergipe são mais de R$ 365 milhões para financiar obras de infraestrutura turística como a construção das pontes Joel Silveira, interligando o litoral sul sergipano; e a Gilberto Amado, que encurta a distância entre Aracaju e Salvador.

Comentários

Quer conhecer a região de Xingó e se hospedar no melhor hotel?